Vítimas de terremoto na Indonésia já passam de 4,3 mil

Não pára de crescer o número de mortes causadas pelo terremoto que sacudiu a ilha de Java, na Indonésia, na madrugada de sábado. Até agora, foram registradas mais de 4,3 mil mortes, a e a busca por sobreviventes continua.Dois aviões espanhóis de transporte esperam o sinal verde das autoridades da Indonésia para levar ajuda aos desabrigados pelo terremoto, disse neste domingo o ministro de Exteriores, Miguel Ángel Moratinos.Dos dois aparelhos, do tipo C-130 Hércules, um está preparado para levar pessoal especializado se for solicitado pela Ocha, a agência da ONU para assuntos humanitários, e o outro para transportar ajuda alimentícia e médica.O ministro disse que acontece neste domingo em Madri uma reunião de coordenação entre responsáveis de diversas agências e instituições, e que a Espanha aumentará sua contribuição. "A Espanha estará à altura das demandas que nos forem feitas", afirmou Moratinos em declarações em Viena, após uma reunião informal de ministros de Exteriores da União Européia. O terremoto foi o pior desastre que aconteceu na Indonésia desde o tsunami, em 2004, e dois terços das fatalidades ocorreram no devastado vilarejo de Bantul, em Yogyakarta, na ilha de Java. A Federação Internacional de Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho calculou que desabaram entre 70% e 80% dos edifícios do povoado litorâneo de Bantul, incluindo o hospital local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.