Vítimas do agente laranja processam empresas americanas

Pela primeira vez na história, vítimas vietnamitas do agente laranja entraram com uma ação legal contra as companhias americanas que produziam o tóxico, utilizado pelo Exército dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã. O processo aberto pela Associação de Vítimas do Agente Laranja no Vietnã em nome de três pessoas foi apresentado à Corte Federal do Brooklyn, em Nova York, em 30 de janeiro, disse Nguyen Trong Nhan, vice-presidente do grupo.Nhan fundou a associação de vítimas no mês passado. Ele disse que dez companhias americanas são citadas no processo. Entretanto, negou-se a revelar nomes. A Dow Chemical e a Monsanto foram duas das primeiras empresas a produzir o agente laranja.Entre 1962 e 1971, aviões americanos pulverizaram estimados 80 milhões de litros do agente químico desfolhante sobre as florestas do Vietnã. Muitos veteranos de guerra dos Estados Unidos e cidadãos vietnamitas culpam o agente laranja, que contém dioxina - um componente letal -, por diversas doenças, inclusive câncer e diabetes.O governo americano alega não haver evidências diretas que liguem a dioxina a essas doenças. Apesar disso, os EUA concederam benefícios por invalidez por exposição ao agente laranja a cerca de 10.000 veteranos de guerra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.