Vítimas do avião da Malásia são transportadas em vagões refrigerados

Ministro holandês das Relações Exteriores expressou sua contrariedade com o tratamento dos corpos

Anton Zverev , Reuters

20 Julho 2014 | 11h13

 TOREZ - Dezenas de corpos foram transportados neste domingo, 20, em vagões refrigerados desde o local da queda do avião da Malásia Airlines no leste da Ucrânia para uma estação a 15 quilômetros do local do acidente, disse trabalhadores ferroviários.

Observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE, na sigla em inglês), acompanhados por rebeldes armados, verificaram os vagões.

Responsáveis ocidentais expressaram preocupação com o manejo dos restos das 298 pessoas mortas no desastre de quinta-feira e o ministro holandês das Relações Exteriores expressou sua contrariedade com o tratamento dos corpos.

Após passar dois dias no calor do verão da região, os corpos foram retirados, deixando no local apenas macas militares ensanguentadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.