Vítimas são retiradas de cidade dominada por rebeldes

O primeiro-ministro do Holanda, Mark Rutte, afirmou que a repatriação dos corpos é a prioridade um de seu governo

Agência Estado

21 de julho de 2014 | 15h26

O trem refrigerado carregando os corpos das vítimas do voo MH17 saiu da estação de Torez, cidade da Ucrânia controlada pelos separatistas pró-Rússia a 15 quilômetros do local dos destroços, nesta segunda-feira. Segundo o governo, o destino é a cidade de Carcóvia, também no leste da Ucrânia, onde especialistas holandeses montaram um centro de triagem e identificação.

O primeiro-ministro do Holanda, Mark Rutte, afirmou que a repatriação dos corpos é a prioridade um de seu governo. Desde a manhã desta segunda-feira, os corpos estavam preparados para partir, segundo declaração do primeiro-ministro ucraniano.

Especialistas holandeses afirmaram ter visto restos mortais ainda não retirados dos escombros. Eles também inspecionaram bagagens e pertences dos passageiros e sugeriram que pretendem levar esses objetos ao centro montado na Carcóvia.

A cidade, controlada pelo governo da Ucrânia, recebeu nesta segunda-feira outro grupo de especialistas formado por holandeses, australianos, alemães, americanos e britânicos. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaaviãocorpos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.