Vitória de Chávez estimula esquerda na América Latina

A notícia da vitória do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, no referendo para definir a continuidade de seu mandato dominou o noticiário do mundo de língua espanhola, com apoiadores do líder venezuelano prevendo um novo alento para os movimentos de esquerda da América Latina. Os Estados Unidos, que freqüentemente criticam o governo de Chávez, disseram que as acusações de fraude contra o resultado da votação devem ser investigadas, mas sublinharam o apoio à reconciliação na Venezuela. ?O importante nesse processo é que ajuda na conquista de uma solução democrática e constitucional para a crise política? venezuelana, disse o porta-voz Tom Casey.O governo comunista de Cuba e a esquerda espanhola aplaudiram a vitória de Chávez. Na América Central, o Frente de Libertação Nacional Farabundo Marti, um antigo grupo guerrilheiro de Al Salvador convertido em partido político, manifestou satisfação com o resultado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.