Efe
Efe

Vitória de Ortega é confirmada na Nicarágua

Recursos de dois candidatos da oposição por supostas fraudes foram rejeitados

AE, Agência Estado

16 de novembro de 2011 | 09h39

MANÁGUA - O Conselho Supremo Eleitoral da Nicarágua declarou Daniel Ortega o vencedor das eleições presidenciais de 6 de novembro, rejeitando os recursos de dois candidatos da oposição por supostas fraudes. Em entrevista coletiva, o presidente do conselho, Roberto Rivas, anunciou a reeleição de Ortega para um mandato de cinco anos, após ele ficar com 62,4% dos votos.

Ortega, de 66 anos, é o líder da Frente Sandinista de Liberação Nacional (FLSN). Ele foi presidente entre 1984 e 1989, voltando ao posto em 2006. O atual presidente recebeu autorização para buscar um terceiro mandato após a Suprema Corte acabar com a proibição para mandatos consecutivos no país. Seus dois principais rivais, Fabio Gadea, que obteve 30,9% dos votos, e o ex-presidente Arnoldo Alemán, que ficou com 6%, denunciaram fraudes no processo. Observadores internacionais também questionaram as eleições.

 

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Nicaráguaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.