Viúva de Arafat pede que França investigue morte

Suha, a viúva do líder palestino Yasser Arafat (ambos na foto), afirmou ontem que pedirá à Justiça da França que investigue a morte de seu marido, em Paris, em 2004. Suha deu objetos pessoais do líder à Al-Jazeera, nos quais um exame pedido pela TV encontrou traços de polônio, reforçando a tese de envenenamento. A exumação do corpo foi aprovada no fim de semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.