Viúva de Khomeini morre no Irã aos 93 anos

A viúva do aiatolá Ruhollah Khomeini, pai da Revolução Islâmica de 1979 no Irã, faleceu aos 93 anos, informou neste domingo a emissora estatal iraniana de televisão. Khadijeh Saqafi faleceu no sábado em Teerã depois de um longo tempo combatendo uma doença, prosseguiu a emissora sem entrar em detalhes sobre a enfermidade. Durante sua vida, Saqafi ficou conhecida como "a mãe da Revolução Islâmica".

EQUIPE AE, Agencia Estado

22 de março de 2009 | 15h15

Milhares de pessoas, inclusive funcionários do alto escalão do governo, participaram do funeral, realizado hoje, informou a TV estatal. Saqafi foi sepultada no mausoléu de Khomeini, falecido em 1989. As orações que antecederam o funeral foi presidida pelo atual líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãKhomeiniviúva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.