Viúva de Martin Luther King pede paz e reconciliação

A viúva do líder do movimentos pelos direitos civis Martin Luther King, Coretta Scott King, pediu nesta segunda-feira o uso de ?meios pacíficos para a obtenção de fins pacíficos? e, no ano em que os EUA vivem uma nova disputa eleitoral, lembrou que ?a meta mais nobre não é a derrota dos inimigos, mas a reconciliação dos adversários? e que ?todos somos irmãos?, citando especificamente as diferentes tendências do espectro político nos EUA - liberais e conservadores, democratas e republicanos.Nesta segunda-feira os Estados Unidos comemoram um feriado em homenagem a Luther King, um defensor da não-violência, dos direitos iguais e da não-segregação dos negros, assassinado em 1968.Em seu discurso do ano passado, Coretta King falou contra a guerra no Iraque. A viúva fez seu discurso na Igreja Batista de Ebenizer, onde Martin Luther King pregou até ser morto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.