Viúvas e filhas de Bin Laden serão deportadas

A Justiça do Paquistão condenou ontem as três mulheres e as duas filhas de Osama bin Laden detidas no país a 45 dias de prisão. Elas são acusadas de entrar e permanecer no território paquistanês ilegalmente, afirmaram os advogados de defesa. Mas, na prática, a condenação significou mais 14 dias de detenção para as mulheres, que já estão detidas há um mês. Após cumprir a sentença, todas deverão ser deportadas para seus países de origem, juntamente com outros filhos do terrorista morto em maio.

O Estado de S.Paulo

03 de abril de 2012 | 03h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.