Vizinhos da Coréia do Norte esperam otimistas por diálogo

Vizinhos da Coréia do Norte reagiram com cauteloso otimismo à confirmação pela Coréia do Norte de que o país havia aceitado manter conversações multilaterais sobre seu programa nuclear e esperam que as negociações comecem em breve.Também o governo russo parabenizou Pyongyang pela decisão e indicou que as negociações podem começar em breve, segundo o vice-ministro russo das Relações Exteriores, Yuri Fedotov, citado hoje pela agência de notícias Interfax."Contamos com que essas negociações comecem em breve", declarou Fedotov.Ainda não foi informado por Pyongyang nem pelos demais países onde serão realizados os encontros, mas o chefe do gabinete japonês, Yasuo Fukuda, disse ter sido notificado por Washington de que o diálogo poderá realizar-se em Pequim. Na capital chinesa, assim que a agência estatal de notícias norte-coreana KCNA confirmou a concordância de Pyongyang, a Chancelaria disse que o governo de Pequim está ?aberto a expandir a participação nas conversas?, e admitiu que ?as consultas entre todas as partes sobre o tema têm alcançado progressos?. A Chancelaria da Coréia do Sul disse hoje que Seul foi informada da decisão ao mesmo tempo em que a Coréia do Norte informava os EUA, Japão, China e Rússia, segundo o porta-voz Lee-So-hyuk. Outros funcionários não quiseram indicar a data marcada para o início das conversações, apesar de uma autoridade americana de alto escalão ter dito em Washington que devem acontecer no próximo mês.A primeira notícia em relação a este acordo foi divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores russo, que na quinta-feira publicou um comunicado sobre a decisão norte-coreana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.