'Você deveria se envergonhar', diz Hillary a Obama

Hillary Clinton criticou seu rivalBarack Obama, no sábado, por folhetos distribuídos pelo comitêde campanha dele sobre o plano de saúde proposto por ela,dizendo que os folhetos são "claramente falsos" e acusandoObama de usar táticas republicanas na disputa entre os doispela candidatura presidencial democrata. Numa discussão amarga, o comitê de Obama defendeu osfolhetos, dizendo que são corretos, e criticou a "campanhanegativa" de Hillary. "Você deveria se envergonhar, Barack Obama", disse Hillaryapós um comício no Ohio, Estado crucial para sua campanha. Sacudindo um folheto, Hillary disse que o comitê de Obamaestá divulgando "informações falsas, desacreditadas eenganosas" sobre sua proposta para a saúde. "O senador Obama sabe que não é verdade que meu planoobriga as pessoas a comprar seguro-saúde, mesmo que não tenhamcondições para isso", disse Hillary. "É uma falsidadedeslavada, mas ele continua a gastar milhões de dólares paraperpetuar falsidades. Isso não traz esperança. É destrutivodesacreditar o seguro-saúde universal, especialmente para umdemocrata." Em comunicado, o porta-voz de Obama, Bill Burton,respondeu: "Tudo o que é dito nesses folhetos é totalmenteverdade, diferentemente dos ataques desacreditados da campanhanegativa de Hillary Clinton, que foram rejeitados na Carolinado Sul, no Wisconsin e em todo o país." Hillary disse que o folheto do comitê de Obama sobre oplano de saúde a lembrou das críticas a seu plano formuladaspelo setor de seguros-saúde. E disse que outro folheto docomitê de Obama reproduz de maneira errada as opiniões delasobre acordos comerciais como o Nafta. "Façamos uma campanha de verdade. Chega de discursos, degrandes comícios, e depois disso do uso de táticas tiradasdiretamente do caderno de Karl Rove", disse ela, referindo-seao estrategista político republicano por trás das campanhaspresidenciais vitoriosas de George W. Bush. Hillary disse que a proposta de Obama para a saúde deixará15 milhões de americanos sem atendimento, enquanto o dela seráuniversal. Num comício anterior, Hillary voltou seus ataques contraBush, para tentar solapar a mensagem de transformação de Obama. Ela disse que Bush, cuja palavra de ordem em sua campanhaera o "conservadorismo com compaixão", também prometeu mudançasà população americana. "Ele prometeu transformações, não prometeu?" disse ela,falando de Bush. "O povo americano foi enganado, e agora vamoster que consertar o estrago."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.