Volkswagen suspende conversas de fusão com a Porsche

A montadora alemã Volkswagen disse neste domingo que as negociações marcadas para a segunda-feira sobre a possível fusão da empresa com seu principal acionista, a também alemã Porsche, foram canceladas. "A Volkswagen compartilha a visão de que não há no momento clima para conversas construtivas", afirmou o porta-voz da empresa, Peik von Bestenbostel, referindo-se ao comentário feito anteriormente pelo principal representante trabalhista da Volkswagen, Bernd Osterloh.

AE, Agencia Estado

17 de maio de 2009 | 09h43

O porta-voz da Porsche não estava disponível para comentar a decisão da Volkswagen, que evidencia a disputa entre as duas montadoras em relação à administração e estrutura futuras de uma empresa conjunta.

Em 6 de maio, as famílias controladoras da Porsche, Porsche e Piech, iniciaram conversas com a Volkswagen sobre a possibilidade de criarem uma empresa integrada com dez marcas independentes, incluindo a cobiçada linha de carros esportivos da Porsche.

A dívida líquida da Porsche saltou para 9 bilhões de euros em meio aos esforços da empresa para elevar a 51% sua participação na Volkswagen, a maior montadora da Europa em vendas. Com o crescimento da dívida, a Porsche abandonou planos de ampliar ainda mais sua fatia para 75% e, desta forma, ganhar acesso às reservas em dinheiro da Volkswagen. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
VolkswagenPorschefusão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.