Voltar a circular no Iraque jornal fechado pelos EUA

O primeiro-ministro do Iraque, Iyad Allawi, autorizou neste domingo a reabertura de um polêmico jornal fechado pelos Estados Unidos em março. O fechamento do jornal Al-Hawza provocou combates entre forças americanas e milicianos leais ao clérigo xiita radical Muqtadaal-Sadr. Os funcionários da ocupação liderada pelos EUA interditaram o periódico alegando que seu conteúdo "incitava a violência" contra as forças estrangeiras.Depois do incidente, os milicianos de Al-Sadr engajaram-se em dois meses de combates contra as forças americanas na região da cidade sagrada de Najaf e no bairro bagdali de Cidade Sadr. Oschoques cessaram depois de um acordo de cessar-fogo. Allawi ordenou a reabertura do jornal para mostrar sua "crença na liberdade de imprensa", divulgou seu gabinete em uma declaração por escrito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.