Voluntárias italianas voltam ao Oriente Médio

Elas disseram que voltariam ao trabalho e pouco mais de dois meses depois do fim do seqüestro, e mantiverama palavra: Simona Pari e Simona Torretta voltaram para o OrienteMédio para retomar suas atividades humanitárias, interrompidasàs 15h de 7 de setembro, quando um comando com cerca 15 rebeldesiraquianos entrou na sede da ONG "Uma ponte para Bagdá" e asseqüestrou. As duas voluntárias eram aguardadas hoje em uma conferência emSiena, mas enquanto os oradores falavam, elas já estavam voandopara Amã, onde chegaram ao anoitecer. Da capital jordaniana,Simona Pari e Simona Torretta retomarão os contatos com osvoluntários iraquianos da associação. Entretanto, ainda não sesabe se elas retornarão a Bagdá.

Agencia Estado,

04 de dezembro de 2004 | 19h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.