Voluntários alemães na Síria estão desaparecidos

Três trabalhadores alemães de ajuda humanitária na Síria estão desaparecidos há 45 dias e foram provavelmente sequestrados, segundo o empregador deles. Os alemães foram levados por desconhecidos da cidade de Harem, em 14 de maio. O sequestro foi mantido em segredo por mais de um mês para não comprometer a segurança dos voluntários, mas todos os esforços para localizá-los não tiveram sucesso, disse o empregador.

AE, Agência Estado

29 Junho 2013 | 17h40

O fundador do grupo de ajuda disse que um quarto voluntário conseguiu evitar a captura e está em segurança. Segundo o site de notícias alemão Spiegel Online, o grupo atua no norte da Síria desde setembro de 2012. Há mais de dois anos ocorrem no país violentos conflitos entre forças do governo e oposicionistas que tentam derrubar o regime do presidente Bashar Assad. Com informações da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Síriaalemãesdesaparecimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.