Voluntários conseguem controlar incêndio na Bolívia

Mais de 2.000 voluntários conseguiram controlar o fogo que ameaçava chegar até a cidade de Tarija, no sul da Bolívia, mas prosseguem os trabalhos para sufocar as chamas, que já consumiram 30.000 hectares do Parque Biológico de Sama. Cería Mendoza, do grupo de Serviço Aéreo de Resgate (SAR), informou que ontem à noite uma das frentes do fogo chegou a cerca de 300 metros da cidade de Tarija, mas que hoje, felizmente, foi possível controlar o incêndio. Até esta tarde, haviam sido contados 10 feridos, que fazem parte dos grupos de voluntários que, durante sua ação de sufocar as chamas, sofreram torções ou queimaduras. Os mais de 2.000 voluntários - entre moradores, membros dos grupos de resgate, militares e policiais - enfrentaram o fogo de forma precária, com machetes, cobertores, baldes, galhos de árvore e garrafas de refrigerante cheias de com água. A Argentina colabora com apoio humano e um caminhão-pipa, enquanto o Peru enviou um avião Hércules com equipes de bombeiros especializados; espera-se ainda pela chegada de um helicóptero equipado com mangueiras de água para combater o fogo do alto.

Agencia Estado,

20 Agosto 2002 | 15h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.