Voluntários serão "escudos humanos" no Iraque

Voluntários serão enviados como ?escudos humanos? a Bagdá, no caso de um ataque ao Iraque, decidiram hoje, no Cairo, intelectuais e ativistas árabes e europeus, reunidos no "comitê popular egípcio contra a agressão norte-americana ao Iraque". Do encontro de dois dias participaram personalidades como o ex-presidente argelino Ahmed Ben Bella, o ex-secretário de Justiça dos Estados Unidos Ramsey Clark e os ex-coordenadores da Organização das Nações Unidas (ONU) no Iraque, Dennis Halliday e Hans von Sponeck. Num comunicado intitulado "Declaração do Cairo contra a hegemonia norte-americana e a guerra no Iraque e pelo apoio à Palestina", os participantes da conferência pedem a constituição de "equipes internacionais de inspetores para dar seqüência às inspeções de armas da ONU" no Iraque. Segundo o texto, o evento realizado no Cairo representa o "ponto de partida para uma iniciativa popular internacional contra a guerra no Iraque".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.