Vontade de ser presidente

Desde que conquistou o terceiro mandato consecutivo, em 2010, o premiê Recep Tayyip Erdogan, do partido islâmico AKP, tenta reformar a Constituição laica da Turquia. Entre as mudanças, analistas dizem que Erdogan gostaria de reforçar os poderes do Executivo, com ele mesmo no comando.

O Estado de S.Paulo

16 Maio 2014 | 02h07

Em abril, Erdogan afirmou que usaria todos os poderes constitucionais hoje existentes caso vença a eleição para presidente marcada para agosto. Será a primeira vez que o ocupante do cargo será escolhido por voto popular no país.

O premiê, no entanto, ainda não confirmou se será candidato - uma pretensão que a cada dia se complica mais.

Mais conteúdo sobre:
Recep Erdogan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.