Voos entre Austrália e N. Zelândia são retomados após caos devido à nuvem

Autoridades australianas e neozelandesas acreditam que as condições meteorológicas serão favoráveis nos próximos dias

Efe,

17 de junho de 2011 | 03h26

SYDNEY - A companhia aérea Qantas retomará nesta sexta-feira, 17, seus voos entre Austrália e várias cidades da Nova Zelândia, cinco dias depois da suspensão de alguns trajetos por conta da nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue-Cordón Caulle.

Qantas e a subsidiária Jetstar ativarão quase todos os seus voos para a Nova Zelândia, mas manterão cancelados os serviços à cidade de Christchurch, segundo informações da rede de televisão Channel 9 da televisão australiana.

A companhia Pacific Blue, do grupo Virgin Australia, anunciou que operará nesta sexta, 17, entre as cidades australianas de Melbourne, Sydney, Brisbane e a neozelandesa Auckland, mas analisará a situação para decidir se retoma outros serviços entre as duas margens do Mar da Tasmânia.

Por sua vez, a Air New Zealand vem prestando serviço nesta sexta, 17, em todas as suas rotas nacionais e internacionais entre Austrália e Nova Zelândia, de acordo com a rede de televisão TVONE.

Apesar da normalização dos serviços aéreos, as companhias Lan e Qantas cancelaram os voos a Santiago do Chile, via Auckland, segundo o Aeroporto de Sydney.

Após vários dias de caos nos aeroportos, as autoridades australianas e neozelandesas acreditam que as condições meteorológicas serão favoráveis nos próximos dias.

O complexo vulcânico chilen Puyehue-Cordón Caulle, a mais de 9 mil quilômetros da Nova Zelândia, entrou em erupção no último dia 4 e criou uma nuvem de cinzas que atravessou Brasil, Argentina e África do Sul antes de chegar a Austrália e Nova Zelândia.

Tudo o que sabemos sobre:
voosaustrálianova zelândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.