AFP
AFP

Votação de lei pró-Rússia termina em violência no Parlamento da Ucrânia

Projeto queria oficializar uso da língua russa no leste do país

estadão.com.br,

24 Maio 2012 | 20h27

KIEV - Uma sessão do Parlamento ucraniano terminou em briga entre os legisladores nesta quinta-feira, 24. O motivo da confusão foi a votação de uma lei que permitiria o uso da língua russa em tribunais, hospitais e outras instituições, nas regiões em que se fala russo no país.

A briga ocorreu entre membros da oposição pró-Ocidente e os criadores da lei, partidários do presidente Viktor Yanukovych, que apoia a instituição do russo na parte leste do país. Pelo menos um dos opositores, Mykola Petruk, ficou ferido na disputa e precisou ser levado ao hospital.

Os partidários do presidente frequentemente chegam a brigas físicas em sessões do parlamento. Um ato de violência no Parlamento em abril de 2010 protestava contra um pacto naval com a Rússia com ovos e bombas de fumaça.

A Ucrânia está profundamente dividida entre o leste e o sul, que falam a língua russa, e o oeste, de língua ucraniana, que deseja se alinhar ao Ocidente.

Com informações da AP

Mais conteúdo sobre:
Ucrânia Rússia Ocidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.