Votação no Parlamento derruba governo e novas eleições devem ocorrer em maio

O gabinete do premiê do Canadá, Stephen Harper, foi derrubado ontem, após a aprovação de um voto de desconfiança no Parlamento canadense. A moção, que recebeu 156 votos a favor e 145 contra, foi articulada pelo Partido Liberal, o principal da oposição, apoiado por outros dois outros grupos opositores. O Canadá deve realizar novas eleições no início de maio. As últimas pesquisas indicam vantagem dos conservadores liderados por Harper, que poderá retomar o cargo. Mas a expectativa é a de que eles não consigam obter maioria. A oposição decidiu apresentar a moção alegando que o governo não havia esclarecido todos os detalhes financeiros de um programa de investimentos. O líder do Partido Liberal, Michael Ignatieff, celebrou o "momento histórico" e pediu mais foco no sistema de saúde e de educação do país. Conforme estabelece a lei canadense, o premiê pedirá ao governador-geral, David Johnston, que dissolva o Parlamento e convoque as eleições.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.