Votos de Bagdá passarão por recontagem

Um funcionário eleitoral iraquiano disse hoje que a recontagem dos votos em Bagdá, ordenada pela Justiça, pode começar no início da próxima semana, um processo que pode eliminar a apertada liderança do vencedor do pleito, Ayad Allawi, sobre o primeiro-ministro Nouri al-Maliki. Um tribunal decidiu na segunda-feira em favor do pedido de Maliki.

AE-AP, Agência Estado

21 de abril de 2010 | 13h52

O premiê quer a recontagem dos 2,5 milhões de votos de Bagdá, e a decisão da Justiça deu a ele uma pequena vitória em sua luta para mudar, por meio dos tribunais, o resultado da eleição parlamentar de 7 de março. Nem a coalizão de Maliki, a Estado de Direito, nem a Iraqiya, de seu opositor, conseguiram votos suficientes para formar um governo. Desde o mês passado, ambas buscam formar coalizões para conseguir maioria parlamentar.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.