Voz em fita é de Bin Laden, confirmam oficiais americanos

A inteligência americana concluiu que é realmente de Osama bin Laden a voz numa fita de áudio divulgada na semana passada. Trata-se da primeira evidência em quase um ano que o líder da Al-Qaeda está vivo, disseram hoje autoridades.A fita, divulgada pela tevê árabe Al Jazira, não parece ter sido alterada ou editada, sugerindo que ela é realmente o que parece ser: o próprio Bin Laden lendo uma declaração preparada prometendo novos ataques terroristas contra os Estados Unidos eseus aliados, afirmou um oficial americano, que pediu para nãoser identificado.A análise da fita foi feita por técnicos, lingüistas e tradutores da CIA e da Agência de Segurança Nacional, que compararam a mensagem com gravações anteriores de Bin Laden.Pelo fato de mencionar recentes ataques terroristas, autoridades concluíram que ela foi feita em semanas recentes. A inteligência americana não tinha recebido evidências definitivas em um ano de que Bin Laden havia sobrevivido a ataques dos EUA no Afeganistão depois de 11 de setembro.A fita dá poucas pistas sobre o paradeiro ou as condições de saúde de Bin Laden. Autoridades americanas acreditam que ele esteja se escondendo numa remota região montanhosa na fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão.A mensagem também foi um fator determinante para uma novasérie de alertas contra ataques terroristas nos Estados Unidos eem outras partes do mundo na semana passada. Declarações públicas anteriores de Bin Laden serviram como prelúdio deataques terroristas, explicaram os oficiais.Autoridades americanas nunca confirmaram rumores de que BinLaden estava ferido ou sofrendo de algum tipo de doença nosrins.A voz na fita parece referir-se ao assassinato de um diplomata americano na Jordânia em 28 de outubro, o evento mais recentedestacado na gravação. Não está claro se a rede de Bin Ladenesteve diretamente envolvida no assassinato.Anteriormente, a última evidência concreta de que Bin Ladenestava vivo era um vídeo gravado em 9 de novembro de 2001 quemostra Bin Laden jantando com seu principal assessor, Aymanal-Zawahri, e outros colaboradores. O videotaipe foi confiscadopela forças dos EUA no Afeganistão e posteriormente tornadopública.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.