Vulcão entra em erupção no sul do Chile

Autoridades decretaram alerta preventivo na região do Parque Nacional de Conguillio

AP, com AE

02 de janeiro de 2008 | 03h08

O vulcão chileno Llaima, um dos doze mais ativos do país, entrou em erupção nesta terça-feira. As autoridades decretaram alerta preventivo na região do Parque Nacional de Conguillio, a cerca de 650 km ao sul de Santiago, capital do Chile, onde está localizado o vulcão.  Uma coluna de fumaça de mais de três quilômetros de altura se ergueu sobre o Llaima. A diretora do Departamento de Emergências, Carmen Fernandez, informou que 150 turistas e funcionários do Serviço Nacional de Florestas foram retirados da área do parque.  Caso seja necessário, os residentes de Melipeuco, cidade de 5 mil habitantes localizada a 12 quilômetros do vulcão, serão evacuados. Alerta As autoridades da região chilena de Araucanía (sul) estão em estado de alerta devido à erupção do vulcão Llaima, cerca de 680 quilômetros de Santiago. A erupção começou às 18h20 (19h20 de Brasília), quando uma densa coluna de fumaça e cinzas se elevou cerca de três quilômetros acima da cratera do vulcão, de 3.210 metros de altitude, disse ao canal estatal de televisão "TVN" a diretora do Escritório Nacional de Emergência, Carmen Fernández. Ela afirmou que por enquanto especialistas trabalham para determinar a magnitude da erupção, que causou alarme entre os moradores de povoados próximos, como Melipeuco e Cherquenco. Fernández disse que cerca de 150 pessoas que estavam no Parque Nacional Conguillío, em cujo interior se encontra o vulcão, foram retiradas do local. Alguns aldeões contaram à emissora que viram pequenas correntes de lava deslizando pelas encostas do vulcão, que está situado cerca de 76 quilômetros ao leste de Temuco, a capital regional. O vulcão Llaima registrou um aumento de sua atividade em meados de 2007, mas não chegou a ocorrer nenhuma erupção. A última importante se deu em 1994, mas algumas nos anos 50 devastaram vários povoados da zona.

Tudo o que sabemos sobre:
vulcãoerupçãoChile

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.