Vulcão Etna lança cinzas sobre Catânia

Os moradores da cidade italiana de Catânia, na Sicília, usaram guarda-chuvas nesta segunda-feira para se protegerem das cinzas lançadas pelo vulcão Etna, e o aeroporto local teve de ser fechado. As equipes de defesa civil conseguiram até a tarde de hoje evitar, com a construção de diques, que a lava arremessada pelo vulcão atinja os moradores da região. A lava é esfriada com água lançada por vários helicópteros. O Etna, o maior vulcão em atividade na Europa, começou a expelir lavas e fumaça na semana passada e funcionários de Catânia disseram que poderiam ser obrigados a declarar hoje mesmo estado de emergência local. O turismo na região foi prejudicado e as plantações foram destruídas. O povoado mais próximo à zona ameaçada pela erupção é Nicolosi. Mas os funcionários disseram que as simulações feitas por computadores faziam prever que a localidade não seria afetada. A lava se espalha com uma lentidão suficiente para permitir a retirada dos moradores, se isto for necessário. Habitualmente, o vulcão reinicia sua atividade após alguns meses de calma. Sua última erupção importante foi em 1992.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.