Vulcão registra 3 novas explosões na Nicarágua

Atividade sísmica do Telica, com altura de 1,061 metros, tem aumentado desde abril e já registrou magnitude de até 3,3 graus na escala; Defesa Civil irá retirar as 3.703 famílias que vivem em comunidades próximas

Efe,

17 de maio de 2011 | 01h53

MANÁGUA - O vulcão Telica da Nicarágua registrou nesta segunda-feira, 16, três novas explosões. Segundo a direção-geral de Geofísica do Instituto de Estudos Territoriais (Ineter) da Nicarágua, as explosões foram acompanhadas de gases, cinzas e areia, afetando principalmente o sudeste da cratera, onde ficam as comunidades de Cristo Rey, Las Colinas e La Quemada.

 

A Defesa Civil está pronta para retirar de suas casas 3.703 famílias que vivem em comunidades próximas.

A atividade sísmica do Telica, com altura de 1.061 metros, tem aumentado desde abril e já registrou magnitudes entre 1 e 3,3 graus na escala.

 

A fonte informou que técnicos do Ineter e da Universidade da Pensilvânia, dos Estados Unidos, realizam medições de deformação de solo vulcânico e observação visual permanente, desde o dia 9 de maio no Telica, situado no "círculo de fogo do Pacífico", um dos mais ativos do país.

 

O segundo chefe da Defesa Civil da Nicarágua, coronel Néstor Solís, disse que estão prontos, junto às autoridades locais, para retirar os moradores das áreas que circundam o Telica, situado a 125 quilômetros ao oeste de Manágua.

 

Um oficial do posto de comando da Defesa Civil disse à Efe que as novas explosões não obrigam a uma evacuação.

 

O Telica registra atividade desde 1527, embora a sua última erupção violenta tenha ocorrido em 1948, mas desde então o vulcão expulsa fumaça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.