Vulcão registra 50 explosões no Equador

Pelo menos 50 explosões de intensidade moderada e baixa foram registradas nas últimas 24 horas no vulcão Tungurahua, no Equador, informou o Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional. Os cientistas que observam o vulcão, de 5.029 metros de altitude, disseram que a atividade sísmica se mantém em níveis altos desde fevereiro.O Tungurahua começou a entrar em erupção em 1999 e, desde então, tem alternado períodos de grande atividade com outros de relativa calma.Uma das explosões chegou a ser ouvida na cidade de Ambato, a cerca de 30 quilômetros do vulcão. O barulho provocou vibrações nos vidros das janelas das casas nos povoados de Baños, Puela, Patate e Pillate, próximas ao vulcão. Em Cusúa, algumas vidraças quebraram.População mantém a calmaDurante a noite, o vulcão lançou blocos de magma a até cem metros acima da sua cratera. Os cientistas também puderam observar emissões de vapor e gases. As nuvens se elevam a um quilômetro de altura, informou o Instituto.Apesar do aumento da atividade vulcânica, os habitantes das áreas próximas não se assustaram, pois já estão acostumados. No entanto, as autoridades podem ordenar a evacuação se a situação ficar perigosa.Os cientistas calculam que o processo de erupção do Tungurahua vai demorar meses ou anos. Eles admitem a possibilidade de uma grande erupção, de conseqüências imprevisíveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.