Reuters
Reuters

Vulcão volta a expelir lava nas Filipinas e milhares de pessoas deixam a região

Segundo o Instituto Filipino de Vulcanologia e Simologia, três explosões de vapor dentro do vulcão expeliram, desde o sábado, 13, jatos de cinzas em vilarejos próximos

AP, O Estado de S.Paulo

14 Janeiro 2018 | 16h27

MANILA – O vulcão mais ativo das Filipinas voltou a expelir lava neste domingo, 14, levando as autoridades a pedir a retirada de milhares de habitantes que moram na região.

Segundo o Instituto Filipino de Vulcanologia e Simologia, uma "erupção perigosa" do Monte Mayon, localizado na província de Albay, pode acontecer nas próximas semanas ou até em dias.

Renato Solidum, que chefia o órgão, afirmou que três explosões de vapor dentro do vulcão expeliram, desde o sábado, 13, jatos de cinzas em vilarejos próximos. Eles também parecem ter perfurado a camada de lava solidificada na cratera, levando ao jorro de lava incandescente.

"A lava já saiu da cratera do vulcão, mas este é só o começo", disse.

Autoridades que trabalham com o serviço de resposta a desastres naturais afirmaram que quase mil famílias já deixaram a região em direção a abrigos de emergência.

Uma atração turística popular por causa do seu formato, um cone quase perfeito, o Mayon fica a cerca de 340 quilômetros da capital. 50 erupções foram registradas nos últimos 500 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.