Wall Street Journal diz que jornalista está morto

O diário norte-americano The Wall Street Journal acredita que seu repórter Daniel Pearl, seqüestrado por radicais muçulmanos no Paquistão em 23 de janeiro, esteja morto. "Nós agora acreditamos, com base em informes do Departamento de Estado e de oficiais da polícia da Província paquistanesa de Sind, que Danny Pearl tenha sidomorto por seus captores. Nós estamos de coração partido com sua morte", diz um comunicado divulgado pelo editor-executivo do Journal, Paul E. Steiger, e pelo chairman e executivo-chefe da Dow Jones & Co. (controladora do jornal), Peter R. Kann.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.