Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Washington convidará Irã para cúpula regional

O governo do presidente americano, Barack Obama, pretende convidar o Irã para uma conferência internacional sobre o Afeganistão planejada para o fim do mês em um local ainda a ser determinado. O anúncio foi feito pela secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, durante a reunião de ontem dos chanceleres da Otan em Bruxelas, na Bélgica."Se essa reunião acontecer, é esperado que o Irã seja convidado por ser vizinho do Afeganistão", disse Hillary. De acordo com a chefe da diplomacia americana, a reunião deve ocorrer no dia 31. "No Afeganistão e no Paquistão temos uma ameaça comum, um desafio comum e uma responsabilidade comum", afirmou Hillary, lembrando que Obama se comprometeu a enviar 17 mil soldados a mais para o Afeganistão. "É um jeito de reunir todas as partes interessadas."Desde sua posse, em janeiro, o presidente americano vem dando sinais de uma possível reaproximação do Irã, país com o qual Washington não mantém relações diplomáticas desde 1979. "Devemos aumentar nossa ajuda ao desenvolvimento, contribuir na formação e no reforço do Exército e da polícia afegã para que assumam a responsabilidade da segurança dos afegãos'', ressaltou a secretária de Estado.A declaração de Hillary recebeu forte apoio do chanceler francês, Bernard Kouchner, que disse esperar a confirmação da presença de Teerã no encontro. O secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer, afirmou que todos os ministros presentes em Bruxelas concordaram que é necessário dar um enfoque regional à crise, além de oferecer um esforço civil mais coordenado e mobilizar mais tropas de segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.