Washington usa piadas para camuflar acidente envolvendo Cheney

As piadas à respeito do acidente envolvendo o vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, e seu amigo, o advogado Harry M. Whittington, de 78 anos, já chegam à Casa Branca. Até o secretário de imprensa do governo americano, Scott McClellan, brincou ao chegar a uma coletiva de imprensa usando uma gravata laranja que dizia usar para não ser acertado pelo vice-presidente.Apesar da brincadeira, vários observadores acreditam que essa é a forma que Washington está utilizando para dispersar os comentários e camuflar uma crise que se agrava no governo americano. O The New York Times diz que a situação interna da Casa Branca é grave e que Cheney tem vivido com sua equipe completamente separado do presidente dos EUA, George W. Bush.Na manhã da última terça-feira o estado do advogado amigo de Cheney piorou após sofrer um "pequeno ataque do coração" enquanto entrava em cirurgia devido ao ferimento acidental.O acidente ocorreu no sábado passado enquanto Cheney e um grupo de amigos, incluindo Whittington, caçavam codornas juntos em um rancho no Texas. Cheney acertou seu amigo quando tentava atingir uma codorna. Os médicos de Whittington dizem que fragmentos de bala entraram em sua corrente sanguínea provocando o infarto.Cheney tem se excluído da mídia, evitando ao máximo comentários. Ele deixou seu testemunho em uma carta à imprensa. Mesmo os funcionários do governo americano se prendem à carta para evitar mal-entendidos.Programas de humor dos EUA não perdoam o erro e bombardeiam o vice-presidente com tiradas satíricas dizendo que Cheney deveria ir caçar com Osama Bin Laden, para acabar com os problemas dos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.