Websfera

SAN FRANCISCO

, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2010 | 00h00

CHRONICLE

Farra na embaixada americana em Bagdá

Nem só as armas e os soldados americanos estão deixando o Iraque. Uma auditoria do Departamento de Estado dos EUA revelou que móveis e materiais de escritório, avaliados em US$ 2,3 milhões, desapareceram nos últimos anos da Embaixada dos EUA em Bagdá. O descontrole vai além. Dos 1.168 veículos registrados em nome da embaixada, 159 sumiram - um prejuízo de US$ 18,5 milhões. A auditoria não esclarece se os móveis e carros foram perdidos ou roubados. Os americanos gastam ainda US$ 270 mil por ano por 2 mil celulares usados por funcionários.

SALON

Italianas são pagas para não abortar

Cada mulher que decidir não abortar na Lombardia, na Itália, ganhará 300 por mês. A oferta feita pelo governo local vale para aquelas que ganham menos de 23 mil por ano. No entanto, a ajuda acaba depois de 13 meses.

EL PAÍS

Franco queria exposição de Picasso

O pintor Pablo Picasso, que foi militante comunista, esteve a ponto de expor na Espanha, em 1956, a pedido do general Francisco Franco. O artista, porém, foi dissuadido por uma carta assinada por espanhóis republicanos no exílio.

NASA SCIENCE

EUA debatem sobre tempestade solar

Autoridades americanas debaterão hoje em Washington a interferência de tempestades solares em sistemas de telecomunicações. "Desenvolvemos uma sensibilidade sem precedentes às tempestades solares", disse Richard Fisher, da Nasa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.