, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2010 | 00h00

França não devolverá US$ 22 bilhões ao Haiti

Entre 1825 e 1947, o Haiti pagou à França o equivalente a US$ 22 bilhões por sua independência. Na última semana, os haitianos celebraram uma boa notícia: o dinheiro seria, afinal, devolvido. Era boato. Culpa do site diplomatiegov.fr, cópia da página oficial francesa, em que um ator anunciava a quitação em 50 anos. O rumor levou o chanceler francês a denunciar a fraude e a acabar com a esperança dos haitianos.

THE NEW YORK TIMES

Obras de arte sofrem com invasão no Iraque

A coleção de arte iraquiana do século 20 é a vítima menos conhecida da ocupação americana. Obras que pertenciam ao ditador Saddam Hussein estão em três galerias sujas, protegidas por tijolos, arame farpado e sacos de areia. O lugar era um museu.

EL PAÍS

Espanha libera celulares em aviões

A Espanha aprovou o uso de celular em viagens aéreas. Pelo menos nos voos que operam a mais de 3 mil metros de altura, será permitida a comunicação por mensagem ou chamada convencional. Mas nada de ligar o aparelho na decolagem e na aterrissagem.

THE GUARDIAN

Em fila, madeira ilegal daria 10 voltas na Terra

O corte ilegal de madeira caiu 25% desde 2002. O avanço manteve 1,2 bilhões de metros cúbicos de dióxido de carbono fora da atmosfera. Ainda assim, colocadas em fila, as toras de madeira ilegal cortadas em um ano seriam suficientes para dar dez voltas na Terra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.