, O Estado de S.Paulo

21 de julho de 2010 | 00h00

Americano edita a revista da Al-Qaeda

A Inspire, primeira revista em inglês do grupo terrorista Al-Qaeda, tem um editor americano. Os EUA acreditam que seu mentor é Samir Khan, de 23 anos, que nasceu na Arábia Saudita e se mudou ainda criança com a família para a América. Em outubro de 2009, Khan embarcou para o Iêmen. Não regressou. Enquanto viveu em Nova York, Khan, naturalizado americano, virou membro do grupo Pensadores da Sociedade Islâmica, cujo site diz apoiar "meios intelectuais e políticos não-violentos". Em seu primeiro número, a revista ensina a fazer uma bomba caseira e a codificar mensagens eletrônicas. Traz também uma entrevista com Anwar al-Awlaki, a cara da Al-Qaeda que fala inglês.

NBC

Mexicana vira cidadã dos EUA aos 106 anos

Ignacia Moya, mexicana, solicitou a cidadania americana pela primeira em 1986. Por tropeçar no inglês, nunca passou na entrevista. Esta semana, cega, frágil e meio surda, tornou-se uma americana, aos 106 anos. Quer votar em novembro.

EL PAÍS

Nacionalismo custa emprego na Espanha

Os catalães estão mesmo frustrados com a aprovação de um estatuto de autonomia aquém de sua expectativas. Nas Ilhas Baleares, área de influência catalã, o diretor da rádio IB3 perdeu o emprego. Deu espaço demais ao título mundial da Espanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.