, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2010 | 00h00

Ahmadinejad ataca o polvo Paul

O polvo Paul, molusco que alcançou o estrelato ao prever o resultado de oito jogos na última Copa - 100% de aproveitamento -, ainda enfrenta o ceticismo de alguns seres humanos. O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, reservou vários trechos de seus discursos, no fim de semana, em Teerã, para atacar o animal inglês, radicado na Alemanha. Ahmadinejad considera Paul um propagador da superstição e de valores que sintetizam o que está errado no Ocidente. "Aqueles que acreditam nesse tipo de coisa não podem ser líderes de nações que aspiram, como o Irã, a perfeição humana, com base no amor aos valores sagrados". Paul não se manifesta desde a final do Mundial, quando previu a vitória espanhola.

CS MONITOR

Haitianos cogitam

cantor para presidência Diante dos rumores de que quer ser presidente do Haiti, a estrela do hip-hop Wyclef Jean emitiu um comunicado no qual não descarta a possibilidade. O presidente René Préval não poderá concorrer nas eleições de 28 de novembro.

THE HUFFINGTON POST

Negros americanos não veem a Fox News

A Fox News, maior canal de TV a cabo dos EUA e conhecida por seu conservadorismo, tem 2,1 milhões de espectadores, três vezes mais do que a CNN. Destes, apenas 1,38% são negros. Na CNN e na MSNBC, em média, 20% do público é negro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.