, O Estado de S.Paulo

14 de agosto de 2010 | 00h00

Senador usa Lady Gaga para arrecadar dinheiro

Frank Lautenberg, de 86 anos, pode até ser o senador mais velhos dos EUA, mas é um dos mais ligados à cultura pop. Fã incondicional da cantora Lady Gaga - ele chegou a comemorar seu aniversário ao lado da mulher, Bonnie, em uma apresentação dela em janeiro -, Lautenberg conseguiu transformar o show de Gaga, no dia 7, em Washington, em um evento para arrecadar dinheiro para a campanha democrata. O senador, que não será candidato nas eleições de meio de mandato, enviou e-mails convidando seus eleitores a comparecer a uma "suíte privada" para acompanhar o espetáculo. Quem estiver interessado desembolsa US$ 2.500.

WALL STREET JOURNAL

Obama ainda é favorito nas eleições de 2012

Os republicanos animaram-se com as pesquisas que mostram que apenas 36% dos eleitores apoiam a reeleição de Barack Obama, em 2012. Mas os democratas acreditam que a chave da vitória está com os latinos. Irritados com a política de imigração republicana no Arizona, eles ainda não abandonaram Obama.

L"EXPRESS

Paris quer se tornar paraíso dos ciclistas

Três anos depois de lançar um programa de aluguel de bicicletas copiado por outras cidades, Paris está intensificando esforços para virar a capital da bicicleta. Centenas de quilômetros de novas ciclovias estão sendo criados e ciclistas estão conquistando novos direitos. Tudo para incentivar o parisiense a deixar o carro em casa.

BBC

Campanha pede plástica em indígenas na Bolívia

Uma campanha publicitária na Bolívia está incentivando pessoas com traços indígenas a fazer cirurgias plásticas para se livrar de "deformidades do nariz". Algumas cirurgias são subsidiadas pelo governo - outras podem sair de graça. Muitos descendentes de indígenas bolivianos têm narizes grandes, traço característico de sua etnia, mas o atributo é considerado indesejado por muitos, que alegam sofrer preconceito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.