, O Estado de S.Paulo

15 de janeiro de 2011 | 00h00

Atirador "era normal", diz ex-namorada

Tocar clarinete, preparar torradas e jogar Super Mario no videogame. Era o que fazia Jared Loughner com a ex-namorada Helsey Hawkes há seis anos. No sábado, ele matou seis e feriu uma deputada em Tucson, nos EUA. "Ele era normal. Era doce, sempre me elogiava e nunca foi violento. Foi uma surpresa", contou Hawkes, hoje com 21 anos.

WALL STREET JOURNAL

Agente de fronteira não vigia a própria casa

Marcos Manzano persegue imigrantes ilegais entre o México e os EUA todos os dias. Esta semana, seus colegas acharam em sua casa um homem sem documentos, deportado duas vezes e suspeito de envolvimento com tráfico. Era o pai de Manzano.

WASHINGTON POST

Cultivo de papoula volta a crescer no Afeganistão

Nos últimos anos, repressão a traficantes e campanhas antidrogas reduziram o cultivo de papoula no Afeganistão. Com menos matéria-prima para a produção de ópio, o preço da droga aumentou. Resultado: os agricultores voltaram à cultura lucrativa.

THE NEW YORK TIMES

Prisão perpétua por evitar pedágios

O chinês Shi Jianfeng não gostava de pedágios. Durante oito meses, deixou de pagar US$ 550 mil. Flagrado, levou multa de US$ 300 mil e, a surpresa, foi condenado à prisão perpétua. A decisão conseguiu algo raro: críticas de jornais chineses à Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.