Rodrigo Cavalheiro, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2011 | 00h00

NATIONAL PUBLIC RADIO

Lei contra militares gays custou milhões aos EUA

A política conhecida como Don"t Ask, Don"t Tell (não pergunte, não conte) custou ao Pentágono US$193 milhões entre 2004 e 2009. O dinheiro foi usado para treinar substitutos para os 3.664 militares "separados" das tropas, que em geral passaram a cargos administrativos. Na média, cada transferência custou US$ 52 mil aos EUA.

THE NEW YORK TIMES

França rebatiza ruas para mudar História

A cidade de Tremblois será a última da França a tirar o nome de Philippe Pétain de uma de suas ruas. Herói ao final da 2.ª Guerra, o general perdeu prestígio ao descobrir-se que ajudou nazistas no extermínio de judeus. Foi banido das vias públicas.

SALÓN

Britânicos apostam em casamento real

Até que o príncipe William e Kate Middleton digam-se "sim", em 29 de abril, os britânicos gastarão milhões em apostas sobre a boda. As mais inusitadas: quantos minutos a noiva se atrasará, o tamanho do véu e do vestido e até quando a união durará.

ZIMBÁBUES

2.344

eleitores no Zimbábue têm de 101 a 110 anos, um número questionável em um país com expectativa de vida de 44 anos. Suspeita-se que 30% dos votantes sejam fantasmas

VARIETY

Livro sobre Assange deve virar filme

Como transformar um hacker australiano em uma dor de cabeça para os EUA? A resposta estará em O Homem mais Perigoso do Mundo, biografia sobre Julian Assange que deve virar filme. Pelo livro, o criador do WikiLeaks levou US$ 1 milhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.