Rodrigo Cavalheiro, O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2011 | 00h00

Fabricantes de alimentos querem saciar clientes

Grandes companhias alimentícias pesquisam formas de fazer seus clientes pararem de comer mais rapidamente. A contradição é aparente. As empresas perceberam que há gente disposta a pagar por algo que mate a fome e leve à perda de peso. O desafio é compatibilizar um sabor razoável com os componentes químicos que provocam a saciedade.

NBC

EUA ainda não ligaram soldado a Assange

Há indícios de que o soldado Bradley Manning gravou documentos secretos americanos, mas não há nada que o ligue ao dono do WikiLeaks, Julian Assange. A informação é de militares que acompanham a investigação sobre Manning, preso nos EUA.

EL PAÍS

Grupo Prisa demitirá 18% dos funcionários

O grupo de comunicação espanhol Prisa, que edita o jornal El País, anunciou que demitirá 18% dos seus funcionários. O cálculo inicial é que 2 mil pessoas percam o emprego na Espanha. O corte afetará ainda 500 empregados em Portugal e na América.

CHINESA

42 milhões

de pessoas vão morar na megalópole que deve ocupar o sudeste da China em 12 anos. A infraestrutura de nove cidades será interligada, em um investimento de R$ 457 bilhões

DEUTSCHE WELLE

Alemanha e Egito brigam por Nefertiti

Uma peça de 3 mil anos está prestes a causar uma crise diplomática entre Alemanha e Egito. O busto da rainha Nefertiti foi encontrado em uma escavação paga pela Alemanha, em 1912. Como prática da época, os europeus levaram metade das peças.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.