Rodrigo Cavalheiro, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2011 | 00h00

THE WASHINGTON POST

Atirador de Tucson dá pistas de que não é louco

Antes de descarregar sua pistola em uma reunião política da deputada Gabrielle Giffords no dia 8, matando seis e ferindo a parlamentar, Jared Loughner deixou pistas de que sabia o que fazia. Antes do atentado, ele pesquisou na web sobre a injeção letal - forma corrente de execução. Isso deve derrubar qualquer tentativa de alegar insanidade.

EL EDITORIAL

Adolescentes suicidas preocupam Hong Kong

A segunda causa mais comum de morte entre menores de 18 anos em Hong Kong é o suicídio - só perde para os acidentes. Uma em cada nove mortes nessa faixa etária encaixa-se nesse perfil. Problemas familiares e escolares são as principais razões.

BLOOMBERG

Guarda-costas de Hitler deixa de dar autógrafos

Aos 93 anos, Rochus Misch, guarda-costas de Adolf Hitler, decidiu, 65 anos após a morte de seu chefe, deixar de responder cartas com pedidos de autógrafo. Acredita-se que Misch tenha sido o último a ver Hitler. Suas memórias chamam-se A Última Testemunha.

COLOMBIANA

1.800

moradores do noroeste da Colômbia foram obrigados a sair de casa por causa da ação das Farc. Os guerrilheiros colocam minas na região para afugentar agricultores

EL PAÍS

Bares recorrem à greve contra lei antifumo

Parte dos 1,5 mil bares e restaurantes da região de Palencia, na Espanha, resolveu protestar contra a proibição ao fumo aprovada recentemente no país. Para isso, fizeram ontem uma greve, seguida por 70% dos estabelecimentos, segundo a associação local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.