Rodrigo Cavalheiro, O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2011 | 00h00

DER SPIEGEL

Prisão norueguesa estimula liberdade

Sem barras. Sem muros. Nenhum guarda armado. Na prisão na ilha de Bastoy, na Noruega, os piores criminosos do país plantam batatas e reciclam seu lixo "livremente". A ideia de apostar mais no autocontrole dos presos que em grades parece dar resultado. Cerca de 16% voltam a violar a lei em até dois anos, enquanto a média nacional é de 20%.

DAILY MAIL

Mineiros recebiam mais do que apoio em cartas

O jornalista Jonathan Franklin, do The New York Times, conta em livro que as cartas mandadas por tubo aos 33 mineiros presos em 2010 no Chile levavam mais do que mensagens. A 700 metros de profundidade, eram disputadas maconha e fotos eróticas.

THE NEW YORK TIMES

Defesa estimula atirador a admitir doença mental

Um desafio de Judy Clarke, advogada de Jared Loughner - que matou seis pessoas e feriu a deputada Gabrielle Giffords -, é convencê-lo a colocar em dúvida sua saúde mental. Alguns criminosos insistem estar sãos, sob risco maior de condenação.

MEXICANA

50%

caiu o movimento de turistas na reserva das borboleta-monarca, em Michoacán, no México. A redução, relacionada a alertas contra o narcotráfico, prejudica os projetos de proteção ao inseto

BOSTON HERALD

Celulares em presídio preocupam os EUA

Após o célebre serial killer Charles Manson, de 76 anos, ser flagrado ligando e trocando SMS de dentro de uma prisão de alta segurança na Califórnia, os EUA apertaram o cerco aos celulares em presídios. Cerca de 30 por dia foram apreendidos em 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.