, O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2011 | 00h00

EUA usam presos para reabilitar economia

O trabalho prisional faz parte da história dos EUA, mas autoridades estão expandindo a prática a áreas como agricultura. A intenção é combater os cortes em financiamento federal e a diminuição das receitas fiscais. Prisioneiros são capacitados para pintar veículos e manter jardins. Em Estados como Nevada, chegam a trabalhar 50 horas por semana.

EL PAÍS

Subida da água aflige países mediterrâneos

O nível do Mediterrâneo aumentou 20 centímetros no século 20. Mantido o mesmo ritmo, a tendência é de que suba entre 30 e 35 neste século. Não há certezas. Entre 1950 e 1990, houve um descenso, atribuído a um aumento na pressão atmosférica.

DER SPIEGEL

Muçulmano não precisa tocar garrafas de álcool

O funcionário de um supermercado muçulmano na Alemanha foi demitido por se recusar a abastecer as prateleiras com garrafas de álcool. O maior tribunal trabalhista do país decidiu que sua objeção por razões religiosas é justificável.

VENEZUELANA

63% dos venezuelanos assassinados leva mais de cinco tiros. Entre as vítimas, 72% têm entre 15 e 29 anos. Estima-se que existam entre 8 e 10 milhões de armas

ilegais na Venezuela

THE DAILY MAIL

Açougueiro e dono de pub irão à boda real

O príncipe William é um bom camarada. Em meio às ricas e poderosas figuras convidadas para seu casamento com Kate Middleton, estarão um açougueiro, um vendedor e o dono de um de seus vários pubs preferidos. A boda real será em 29 de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.