Websfera, o melhor da internet

BBC

, O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2010 | 00h00

Cientistas contestam Teoria da Evolução

No final, pode ser que Charles Darwin estivesse errado. O autor de A Origem das Espécies, obra publicada em 1859, imaginou um mundo no qual os organismos lutavam por supremacia, em que o mais forte sobrevivia. Uma pesquisa britânica aponta o espaço dentro de determinado ambiente, não a competição, como o principal fator da evolução. Cientistas da Universidade de Bristol chegaram a esta hipótese usando fósseis para estudar padrões de evolução ao longo de 400 milhões de anos. Com foco apenas em animais terrestres - anfíbios, répteis, mamíferos e pássaros - os pesquisadores descobriram que a quantidade de biodiversidade tem relação com o espaço disponível para a vida se desenvolver. Grandes evoluções ocorreriam quando animais se mudam para áreas vazias. Uma evidência que dá suporte à nova teoria seria o fato de que os mamíferos, apesar de viverem com os dinossauros há 60 milhões de anos, só vieram a dominar a Terra depois que os répteis foram extintos.

CONSUMERIST

Mães protestam com amamentação coletiva

Por amamentar seu bebê em um McDonald"s do Arizona, uma mulher foi expulsa na semana passada pelo gerente. No fim de semana, dezenas de mães foram ao local e, em solidariedade, começaram a amamentar ao mesmo tempo. O responsável pela loja argumentou que o gerente se havia equivocado e aquela não era a política da rede. Não convenceu. "Isso foi ridículo. Se o leite viesse de uma garrafa ninguém reclamaria", disse uma mãe.

ABC

Polícia protegeu padre que era líder do IRA

O governo britânico e a Igreja Católica protegeram um padre envolvido num atentado a bomba que matou nove pessoas em 1972 na Irlanda do Norte. O relatório polícial revelou que um cardeal irlandês envolveu-se na transferência do padre James Chesney para fora da Irlanda do Norte. O relatório também indica que, logo depois do atentado, a polícia já tinha informações de que Chesney era o chefe do IRA na zona sul da localidade de Derry.

EL PAÍS

Indicação é atalho para emprego na Espanha

Quase metade dos jovens espanhóis (47,9%) conseguiu seu primeiro emprego graças a um parente ou amigo. Esta seria a principal razão para os espanhóis colocarem seus filhos em escolas particulares - relações em níveis sociais mais altos aumentariam a probabilidade de uma recomendação. Pesquisas mostram que estes laços prolongam-se por toda vida: 80% das ofertas de trabalho de empresas espanholas não são publicadas. As vagas são preenchidas pelo sistema de recrutamento da empresa, por intermediários ou por referências de "pessoas de confiança".

CENTRO-AMERICANAS

33% dos habitantes da América Central vivem com menos de US$ 2 por dia

44% dos moradores da região são pobres. Os países negociam uma integração comunitária

44 milhões de habitantes, distribuídos em 520 mil quilômetros quadrados, formariam o bloco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.