WikiLeaks divulgará documentos sauditas

Site diz que já processou 60 mil deles; algunssão da chancelaria daArábia Saudita e amaioria está em árabe

ISTAMBUL, O Estado de S.Paulo

20 de junho de 2015 | 02h04

O WikiLeaks está se preparando para divulgar 500 mil documentos diplomáticos da Arábia Saudita na internet, informou ontem o site, responsável pela publicação de telegramas do Departamento de Estado americano em 2010.

O WikiLeaks informou que já processou cerca de 60 mil documentos. A maioria parece estar em árabe. A autenticidade dos documentos não pôde ser confirmada imediatamente. Mas o WikiLeaks tem uma longa trajetória de revelação de documentos oficiais.

Muitos textos levam o selo verde "Reino da Arábia Saudita" ou o timbre do Ministério de Relações Exteriores. A agência de notícias Associated Press não conseguiu se comunicar com as pessoas cujos números telefônicos ou endereços de correio eletrônico aparecem nos documentos, mas o porta-voz do WikiLeaks, Kristinn Hrafnsson, disse à AP que eles eram autênticos. Ele rejeitou revelar quais são as fontes dos documentos. A Embaixada da Arábia Saudita em Washington não fez nenhuma declaração.

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, completou ontem três anos refugiado na Embaixada do Equador em Londres. Assange, de 43 anos, divulgou esta semana uma nota afirmando que a promotora sueca Marianne Ny cancelou um encontro no qual deveria tomar seu depoimento nas dependências da embaixada equatoriana. "Estou detido sem acusações formais durante 1.650 dias", declarou.

A justiça britânica aceitou extraditar Assange para a Suécia, onde é acusado de abuso sexual. O jornalista buscou refúgio na embaixada equatoriana por temer que a Suécia o extraditasse para os EUA para responder pela divulgação de documentos confidenciais. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.