WikiLeaks recebe dados de bancos da Suíça e promete publicá-los

Registros secretos foram passados a Julian Assange por banqueiro; vazamento é questão 'de semanas'

estadão.com.br

17 de janeiro de 2011 | 11h43

LONDRES - O banqueiro suíço Rudolf Elmer disse ter entregue ao site WikiLeaks nesta segunda-feira, 17, dois discos com dados secretos de bancos da Suíça, que poderiam ser revelados em breve, de acordo com informações da agência americana CNN.

 

Veja também:

especialEspecial: Por dentro do WikiLeaks

lista Veja tudo o que foi publicado sobre o assunto

 

Os discos foram entregues pessoalmente por Elmer ao fundador do site, o australiano Julian Assange, em uma coletiva de imprensa em Londres. Assange disse que, caso a equipe do site consiga processar os dados rapidamente, os segredos podem ser vazados "em semanas".

 

Elmer disse que não revelaria o nome das pessoas citadas nos registros entregues ao WikiLeaks e afirmou não saber quantos indivíduos poderiam ser citados nos dados. "Acredito que, com banqueiro, tenho direito de agir se algo estiver errado", disse Elmer ao justificar a atitude.

 

Elmer deve ir ao tribunal na quarta-feira, na Suíça, por violar as normas de privacidade bancária do país. Ele disse que quer que "a sociedade saiba como o sistema funciona porque a sociedade é prejudicada da forma como o dinheiro é transferido e escondido".

 

Elmer disse que começou a estudar a questão quando era banqueiro nas Ilhas Cayman. No início, quando viu o início dos problemas com bancos em paraísos fiscais, ele disse que se tratava de algo pequeno, mas investigou o assunto e descobriu que tudo era muito pior do que pensava.

 

Em seu site, Elmer disse que quer "desafiar o sigilo bancário da Suíça na Corte Europeia de Direitos Humanos e nos tribunais suíços". O suíço trabalhou com Assange em queixas contra as normas suíças no tribunal europeu em 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.