WikiLeaks teria sido colocado em lista negra dos EUA

Um website de comércio eletrônico, o Moneybookers.com, disse hoje que o site WikiLeaks foi colocado em algum tipo de lista negra pelos governos dos Estados Unidos e da Austrália. O WikiLeaks é o site que vazou, em julho, 77 mil informações classificadas do Exército dos Estados Unidos sobre a Guerra do Afeganistão. Funcionários norte-americanos e australianos negaram as acusações.

AE-AP, Agência Estado

18 de outubro de 2010 | 18h14

O site Moneybookers.com, que administrou doações on line para o WikilLeaks, escreveu um e-mail ao WikiLeaks informando à página que sua conta havia sido bloqueada porque ele havia sido colocado em listas negras pelos governos dos dois países. O WikiLeaks tornou o e-mail público no último final de semana. As acusações ocorrem no mesmo dia em que as autoridades suecas rejeitaram um pedido de residência feito pelo fundador do site, o australiano Julian Assange.

Tudo o que sabemos sobre:
WikiLeakslista negraEUAAustrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.