World Trade Center não abrigava empresas brasileiras

O Ministério do Desenvolvimento informou hoje que a Câmara de Comércio de Nova York, numa primeira avaliação que fez na listagem de empresas instaladas no World Trade Center, em Nova York, destruído ontem num atentado terrorista, não localizou empresas brasileiras. No entanto, segundo as informações colhidas pelo Ministério, havia brasileiros trabalhando em empresas norte-americanas instaladas no WTC.Foram detectadas apenas empresas americanas com interesses no Brasil. Ainda segundo esse levantamento inicial, a única empresa dedicada especificamente ao Brasil, uma pequena operadora, é dirigida por um norte-americano. O nome da empresa não foi revelado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.