Wozniak questiona exatidão de filme sobre Jobs

O cofundador da Apple, Steve Wozniak, questionou a exatidão de um aguardado filme sobre Steve Jobs durante uma exibição de estreia na sexta-feira, apesar de os produtores destacarem que não se trata de um documentário. Wozniak afirmou que o filme, que estreou no Festival de Sundance, errou na representação dos personagens e das relações entre eles, especialmente entre ele e Jobs.

AE, Agência Estado

26 de janeiro de 2013 | 13h26

"Nós nunca tivemos essa interação e esses papéis", disse Wozniak, que saiu da Apple em 1987 após 12 anos na empresa, ao site de tecnologia Gizmodo. "Não estou certo nem sobre onde ele quer chegar", comentou Wozniak, acrescentando que as "personalidades estão muito erradas, embora a minha esteja mais próxima".

"A ideia de computadores afetando a sociedade não saiu de Jobs. Elas me inspiraram e foram abertamente expressadas no clube Homebrew Computer", afirmou Wozniak, referindo-se a um grupo do qual ele participava.

O filme "jOBS", um dos dois sobre o fundador da Apple morto em 2011, estreia ao público nos EUA em abril. O segundo, que ainda não tem data marcada, é baseado na biografia publicada por Walter Isaacson logo depois da morte do executivo.

Dirigido por Joshua Michael Stern e protagonizado pelo ator Ashton Kutcher, "jOBS" conta a história da ascensão de um estudante que abandonou os estudos e se tornou um dos mais respeitados empresários criativos do século XX. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AppleJobsfilme

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.