WWF da Espanha retira rei de presidência honorária

A organização não governamental World Wildlife Fund (WWF) informou neste sábado que sua unidade na Espanha tirou o rei Juan Carlos do posto de presidente honorário - cargo que ele ocupa desde 1968 - em função da participação do monarca em uma caçada a elefantes recentemente em Botsuana. O ato seria incompatível com o objetivo do grupo de conservar as espécies ameaçadas de extinção.

AE, Agência Estado

21 de julho de 2012 | 13h01

Em comunicado, o WWF afirma que, "embora essa caçada seja legal e regulamentada, nós temos recebido muitas demonstrações de desaprovação dos nossos membros e da sociedade em geral". O grupo diz que foi realizada uma votação neste sábado em Madri para destituir o presidente honorário.

A viagem do rei Juan Carlos à África para caçar elefantes, em abril, foi criticada por muitos espanhóis, que a consideram uma extravagância, em um momento no qual o país passa por uma grave crise econômica. O Palácio Real não quis comentar o assunto. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.